November 17 2016

Jeniffer Elaina da Silva

Principais motivos de dívidas

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

Veja quais são os principais motivos de dívidas e como se livrar deles. Aproveite e saiba mais sobre um empréstimo para quitá-las!

Principais motivos de dívidasDe acordo com um dos principais serviços de proteção ao crédito existente no Brasil, Serasa, cerca de 57 milhões de pessoas possui algum tipo de dívida que não foi paga, isto é se encontram inadimplentes e sem a possibilidade de comprar a prazo, pois não possuem crédito graças as suas dividas.

Você é idoso? Então fique atento e não deixe o seu nome sujo, 🙂

Conforme estudos do Banco Central, essa situação de endividamento de uma grande parcela da população acontece pelo fato de as pessoas comprarem muitas vezes por impulso, realizarem muitas compras parceladas ao mesmo tempo, fazerem muitos empréstimos e causas infortunas: como ficar desempregado, problemas de saúde, divórcio do casal, morte na família e ter uma redução salarial. Tudo isso faz parte dos maiores motivos de dívidas do consumidor.

No entanto, a principal questão que gera a maior parte do endividamento das pessoas (de todas as faixas etárias) é o consumo desenfreado, pois nos dias atuais o crédito está facilitado e na maioria das vezes as pessoas compram sem fazer nenhum tipo de planejamento financeiro ou necessitar daqueles produtos que adquiriram.

As linhas de crédito existentes são várias: cartão de crédito, cheque especial, empréstimos e etc., e os agentes financiadores aumentam o crédito disponível. Isso acaba funcionando como uma verdadeira armadilha para quem não está preparado para fazer uso do crédito, pois quanto mais crédito a pessoa tem, mais propensa ela está a gastar.

O uso inadequado dessas linhas de crédito acaba se transformando uma verdadeira bola de neve, pois os juros são altíssimos.

Muitas das pessoas que se encontram endividadas, reconheceram junto às pesquisas, que fizeram as compras sem nenhum tipo de planejamento e que acabaram não tendo recursos para honrar os compromissos assumidos. No entanto, outro problema que existe é quando a pessoa consegue se livrar das dívidas e volta a ter crédito, pois ela sai comprando novamente, correndo o risco de se endividar outra vez.

Quer saber como consultar se você está com o nome sujo? Nós te ajudamos!

Dicas para se livrar dos principais motivos de dívidas

Para que as pessoas consigam controlar suas dívidas e manter seu nome limpo honrando todos os seus compromissos financeiros é importante que se organize, faça um planejamento financeiro e, acima de tudo, pense bastante na hora de comprar para controlar seus impulsos e ficar longe desses motivos de dívidas.

Uma dica valiosa para quem pretende se organizar financeiramente é desenvolver uma planilha de controle de gastos. Com o controle das informações financeiras, a pessoa pode se planejar de forma adequada, consegue comprar o que deseja e não irá passar por grandes apuros para pagar. Além disso, é interessante que não considere as linhas de crédito como fonte de recursos, apenas o que ela efetivamente ganha como remuneração do seu trabalho, assim o orçamento será efetivo e gerará informações corretas para evitar o endividamento.

Posso fazer um empréstimo para quitar todas as dívidas?

Veja como um nome sujo pode te prejudicar e limpe o seu nome hoje mesmo, 😉

Depende, pois essa pode ser tanto uma boa quanto uma má opção. Antes você precisa analisar todas as opções que você tem, assim como as consequências, então fazer o cálculo. O lado bom é que você junta todas as suas dívidas em uma só, tendo que se preocupar em quitar apenas o empréstimo e lidar com os juros adquiridos com ele, afinal, você vai precisar de um valor alto para quitar todas as suas dívidas, certo?

A dica é você pegar papel, lápis ou calculadora, então fazer cálculos e mais cálculos até encontrar o melhor desfecho para a sua necessidade. Considere o tempo da dívida, os juros que estão correndo e o tipo de débito. Então, coloque na “ponta do lápis” os juros das contas e os cobrados no empréstimo.


Discussão

Sem comentários. Seja o primeiro a responder!

Postar um comentário