Nome Sujo: Tire o seu da lista!

 

As dívidas estão tirando seu sono? Seu nome está sujo? Não sabe como se livrar disso? Pode ser mais simples do que você imagina.

Veja aqui dicas de planejamento e estratégias de negociação para limpar seu nome de vez!

Como se livrar do nome sujo

As operações de crédito no Brasil tiveram início no século XIX, com a criação do Banco do Brasil e de lá para cá essas operações se tornaram parte do dia-a-dia da nossa economia. A última década foi marcada pelo

crescimento da economia brasileira e isso só aconteceu devido ao grande crescimento dessas atividades no país. Porém, muitos brasileiros enfrentam as consequências que esse tipo de operação oferece: ter o CPF cadastrado no serviço de proteção ao crédito (SPC ou SERASA), processo popularmente conhecido como “nome sujo”. Mas como se livrar disso?

Hoje em dia todo tipo de crédito é oferecido aos consumidores, de valores baixos até muito altos. O grande problema, segundo os especialistas, é a falta de informação na hora do planejamento financeiro, ou seja, saber como administrar as contas e as dívidas. Muitas pessoas apenas pensam no bem ou no serviço que estão adquirindo, sem considerar as consequências futuras. Essa é a situação que você está vivendo? Então veja aqui dicas como se livrar disso:

Emprestimo

Ponha tudo no papel: Pode ser no caderninho, na planilha, onde você preferir. O importante é que você visualize tudo o que você está devendo. Organize as cobranças e parcelamentos a curto e longo prazo e também anote as contas que você recebe regularmente como água, luz, aluguel, etc. Veja se o seu salário pode cobrir as contas mais importantes e suas dívidas pendentes (infelizmente, muitas vezes não é isso que acontece).

Procure seus credores: Com as contas organizadas, procure as instituições as quais estão lhe enviando cobranças, sejam elas lojas, bancos ou financeiras para negociar suas dívidas. Muitas vezes os credores estão interessados em receber e oferecem boas condições, mas esteja ciente do valor real da sua dívida para não se deixar enganar com taxas e juros que não devem ser cobrados. Só faça acordo se você realmente puder pagá-lo.

Os credores geralmente entram em contato insistentemente com que está devendo. O telefone toca o dia inteiro e a caixa de correio fica cheia de papéis, que é muito inconveniente e você já não sabe mais como se livrar disso. As ameaças por parte dos credores geralmente acontecem, tais como negativação do nome e protesto em cartório. Muitas dessas práticas são contra a lei. Informe-se e discuta a melhor solução para não levar a negociação às últimas consequências. Porém tenha paciência e mantenha uma boa relação com os credores para que esse processo não seja tão desgastante para você.

Depois dessa maratona você ainda não sabe como se livrar disso? Não é o ideal, mas você pode pegar um empréstimo, mesmo com o nome sujo, para pagar as outras dívidas. Nesse caso, negocie com mais agressividade com os credores no pagamento à vista, que deve render um bom desconto para você. Depois de pagar uma dívida aqui e outra ali, você ficará somente com as parcelas do empréstimo. Porém seja responsável! Calcule tudo e não deixe que suas dívidas acumularem novamente.